O moço do whatsapp


Como ele pode me conhecer tão bem se eu nunca o tinha visto? Tudo bem, eu sei que é normal a gente se reconhecer em textos de outros autores... Mas em tantos? Parece que tudo que esse homem escreve fala sobre mim! E não, não é narcisismo, você sabe que eu não sou assim...
Além do mais, foi ele quem me procurou. E que diabo de suspense para dizer de onde me conhece! Puta que pariu, quem são esses "amigos em comum", esses " três irmãos", que deram meu número a ele?
Se me conhece tão bem devia saber que eu não gosto dessas coisas... Devia saber que... Não, disso ele não poderia saber...

Um comentário:

Gyzelle Góes disse...

esses amores repentinos são mais perigosos do que um trovão